Diário da transição: Primeiro cachinho

junho 09, 2015

Oi, lindezas!
Tava aqui pensando com as minhas molinhas sobre as emoções e ensinamentos que vou levar para a vida após passar transição capilar e lembrei de uma da mais importantes lições que aprendi: praticar o desapego.
Essa, sem duvida, é uma das dádivas e um dos desafios da transição a ser exercitada no dia a dia. 
Você precisa fazer uma reflexão sobre o que quer, seus objetivos, e o que realmente é necessário para levar a vida com serenidade.
A ideia é simples e exige desprendimento seja para desapegar do comprimento do cabelo, desapegar do liso extremo, desapegar da opinião alheia e o mais importante que é desapegar da pressa. 
Transição e pressa não combinam e juntas só trazem angustia e sofrimento. 
Voltando ao diário de bordo de como foi minha transição capilar, vamos falar dos primeiros cachos na cachola!
Lá para o segundo e terceiro mês de transição a minha raiz já tinha começado a dar umas voltas tímidas e a ondular. 
Eu texturizava meu cabelo sempre para que as duas texturas ficassem mais próximas possíveis.
Meu cabelo era bem grande quando decidi abandonar a química e graças à guanidina meus fios nem ondulavam no comprimento. Na época da amônia ainda tinha uma ondulação fingida que dava para disfarçar. Haja sofrência!
Minha Texturização

Meu cabelo liso

Quase todas as pessoas que estão em transição fazem os  chamdados "micro BCs" que nada mais são que travessuras com uma tesoura para cortar mechas de cabelo na parte mais oculta ( geralmente na nuca) para ver como a raiz se comporta sem o peso dos fios lisos. É coisa de gente ansiosa! hahahaha
Numa dessas travessuras eu tive a oportunidade de conhecer meus primeiros cachinhos. E que emoção, gente! Eu apenas pulava que nem louca pela casa, gritando tipo: Manhêeeeeeee, eu tenho cachinhos!
Minhas primeiras molinhas ♥ puro amor.

Com o passar dos primeiros meses  decidi exercitar o desapego em relação ao comprimento dos fios. E também quis resolver um problema das pontas: a quebra.
Não se engane. O desapego tem que envolver paz de espírito, pois vocêr provavelmente verá seu cabelo quebrar mais que o habitual, pois os fios fragilizados pela química começam a se romper. Tratar o cabelo com boas máscaras de hidratação, nutrição e reconstrução vai ser ótimo para resolver esse problema.
A melhor amiga da transição - A vitamina T(esoura)

Cortei um pouco do cabelo e tenho cortado quase que mensalmente. Isso porque eu escolhi não fazer um BC ( grande corte da parte alisada do cabelo) radical. Decidi que o melhor para mim era ir fazendo as alterações aos poucos.
Para algumas mulheres o BC é o caminho mais tranquilo, outras já esperam ter um crescimento maior para cortar o restante da química. Cada uma precisa fazer o que for mais confortável para si.
Meu cabelo sempre teve um bom crescimento, mas com a mudança da textura ficou menos perceptível, pois o fio ao invés de crescer reto ele passa a dar voltas. E foi aí que desencanei.
Fui à dermatologista e pedi orientações quanto às pilulas de fortalecimento dos fios e lá ela me indicou o Pill Food. Que é um complexo vitamínico que contribui para o fortalecimento dos fios. 
Cá entre nós, senti sim o cabelo mais brilhante, mas em relação à crescimento não houve nenhuma mudança drástica. Foi bom para o fortalecimento de minhas unhas e para estar saudável. Usei por quatro meses e dei a pausa.
Não busco receitas milagrosas para o cabelo crescer e nem indico que façam uso da vitamina que usei. Cada pessoa deve procurar a ajuda de profissionais especializados para fazer as indicações de produtos adequados para a sua saúde.
Não uso nenhum produto acelerador de crescimento caseiro como shampoo Bomba ou coisa do tipo. Se você provoca a aceleração do crescimento de forma abrupta, com certeza o ciclo de queda do cabelo também é acelerado. Então na duvida é melhor procurar um tricologista ou um dermatologista.
Quer cortar o cabelo, corta e corta sem medo! Cabelo cresce muito rápido e com certeza só vai te fazer bem! Agora não faz pelos outros: faça por você! E  sua opinião é o que importa.
Essa sou eu antes e com 1 ano e  5 meses após o início da transição: Cabelo natural e sem texturização. As molinhas apareceram com vontade!

Se quiser ver mais do meu antes e depois é só conferir no meu Instagram.
Deixe seus comentários e duvidas para que possamos trocar experiências e dicas!
Beijocas, lindezas!

You Might Also Like

0 comentários


Deixe seu comentário, Lindeza!

Twitter

Acompanhe por E-mail