Diário da transição: Primeiro mês e dicas essenciais

15:17

O meu primeiro mês de transição foi determinante para eu segurar a barra de largar os velhos hábitos de escovar, pranchar e alisar. 
A raiz do meu cabelo nem dava uma volta. Só ondulava. Meu cabelo estava enorme e parecia loucura abrir mão de um liso tão convincente. 
Sério. Minha neura do liso era tal que raramente um ou outro amigo me viu sem escovar o cabelo. E alguns até achavam que o liso era mesmo "de verdade".
Então, eu já tinha os produtos que eu precisava e era apenas questão de jeito aprender a arrumar meu cabelo em transição.
Toda mulher que alisou o cabelo uma vez na vida sabe que a fase em que a raiz cresce um único centímetro faz o cabelo armar e embolar como nunca. Sim, essa fase faz você enlouquecer e se questionar se vale a pena. Eu respondo: vale cada segundo de chateação com as duas texturas.
Essa era minha raiz quando comecei a transição.
Meses depois descobri que só na frente meu cabelo cacheia desde a raiz. No restante da cabeça, a raiz nasce assim mais lisa e no comprimento o cachinho se forma.

Pensa num receio! Achei que o cabelo não ia dar uma única volta. Ia ficar aquele estilo que nem cacheia nem assenta!
Mas foi ótimo entender que o cabelo tem texturas diferentes até naturalmente.
E a franja? Como essa franja me trollou! Mas depois que descobri a texturização com tranças, a minha saga rumo ao cabelo natural ficou mais tranquila.
Uma das dicas de hoje é a texturização que eu usei até 01 ano de transição. Vou descrever brevemente algumas outras dicas para quem tá iniciando o processo do zero e nos próximos posts vou expondo o mês à mês em transição.
Agora que você já sabe o que é a transição capilar e como enfrentá-la, que tal abordarmos o passo à passo dessa fase?!
É certo  que depois que a gente decide entrar em transição a duvida é por onde começar. Por isso resolvi descrever alguns passos para que você inicie sua transição tranquilamente e falar um pouco da famosa texturização.
Vamos lá!
1.Pare de usar produtos que modifiquem a estrutura dos fios
Parece óbvio que é preciso parar com o uso de químicas, mas não é. Tem muita gente que acredita que um ou outro produto não vão prejudicar o crescimento dos fios, a exemplo do botox capilar, escova inteligente, entre outros. Se você quer seu cabelo natural pare imediatamente com o uso dessas substâncias. E não vale burlar a transição dizendo que é "só para abaixar a raiz".
Meu cabelo liso antes da transição.
Meu cabelo no dia em que decidi entrar em transição: sem texturização.

2.Sobre Tinturas e descolorantes
Tinturas podem causar danos, assim como descolorações, mas se feitas com cautela e por profissionais dificilmente vão resultar em uma tragédia capilar. Eu só indico o uso de tintura e descolorantes ao final da transição, pois ainda pode ocorrer corte químico na parte lisa do cabelo. Uma alternativa menos danosa é o uso de tonalizantes, pois agridem menos e não tem amônia. Confira nosso post sobre o uso de tonalizante.

3.Shampoo e condicionador 
Tudo de que você precisa são bons produtos para começar. Isso não precisa dizer que eles devem custar um a grana preta, mas sim que devem ser adequados para seu tipo de cabelo. A dica é sempre usar: Shampoo + máscara (de hidratação ou nutrição ou reconstrução) + condicionador.
Os shampoos podem ser específicos para cachos ou não.

4.Ressecamento e oleosidade
Os cabelos crespos e cacheados costumam ser secos e opacos, o que indica que internamente eles precisam de mais nutrientes e água. Então shampoos sem sal são fortes aliados nessa batalha. Condicionadores nutritivos que indiquem ter óleos vegetais em sua composição são os melhores para se usar.
Nos casos de cabelos oleosos, os shampoos podem ser para cabelos cacheados, e os condicionadores não precisam ser tão nutritivos. Existem linhas específicas para controlar a oleosidade. 
Aos poucos você vai montando seu kit cabeluda. 

5. Finalização dos Cabelos
Na finalização do cabelo (o ato de pentear) são indicados cremes de pentear de textura mais cremosa ou grossinho como costumamos chamar. Podem ser usados óleos vegetais também. 
Nunca use óleo mineral, pois ele cria uma capa nos fios e nenhum nutriente consegue penetrá-lo. 
Nos casos em que as pessoas tem o couro cabeludo mais oleoso o uso de óleos deve ser diminuído ou descartado. 
Sugestões baseadas nos que uso: Linha óleo Extraordinário, Shampoo e condicionador da linha nativa Spa Blue Berry, Shampoo Pantene para cachos, Condicionador Dove Óleo nutrição. Destes, o que deu melhor resultado  foi a linha do Óleo Extraordinário, mas não indico para quem tem cabelos naturalmente oleosos.  

6.Crescimento do cabelo
O cabelo normalmente cresce cerca de um centímetro a um centímetro e meio por mês. Isso vária de pessoa para pessoa. O "projeto Rapunzel" exige tempo e cuidados. Nada melhor do que caprichar no cronograma capilar (tem lá no primeiro post) para seu cabelo crescer forte e saudável. Tudo a seu tempo. Algumas das meninas que fizeram o BC ( Big Chop = Cortar toda a parte alisada e com química) são tranquilas quanto ao crescimento dos cabelos e aproveitam para inovar nos acessórios e penteados. Outras não encaram bem a espera e para essas o crescimento natural é frustrante. 
A dica é enfrentar com leveza toda a espera e deixar que os fios surjam sem pressa. 
Os fios cacheados e crespos ainda sofrem do tal "fator encolhimento" que é apenas o cabelo parecer menor do que verdadeiramente é em função de crescer anelado ou espiralado. Haja molinhas na cachola! 

7. Pilulas para crescimento do Cabelo
Alguns dermatologistas ou tricologistas podem recomendar pílulas complementares que contribuem para a recuperação dos fios e crescimento, a exemplo do pill food e pantogar. Mas não saia por aí seguindo a receita da blogueira, hein?! Qualquer complemento alimentar precisa de prescrição. 
E lembre-se que o excesso de vitaminas pode ser mais danoso que a falta delas.
Cuidar da alimentação vai ajudar muito nessa fase para ajudar os fios nascerem nutridos. Afinal, querer virar a Princesa Merida comendo macarrão instantâneo não rola, né?!
8. Texturização:
O cabelo em transição fica com duas texturas, caso se escolha não cortar de vez a parte alisada. Para disfarçar, existem técnicas que são fáceis e podem ser usadas em casa. A Técnica que eu adotei e usei até recentemente foi o uso de tranças para dar formas ao cabelo.
Você vai precisar de:
- Gel de linhaça ( veja a receita AQUI);
-Creme de pentear ( Uso muito o Creme de Pentear da Pantene Cachos Definidos);
- Oléo vegetal ( eu uso também o Óleo Extraordinário da L'óreal).
 Fazendo as tranças:
- Separe o cabelo em mechas ( não precisam ser muito finas)
- Umedeça o cabelo com pouca água. Não muita, apenas para o creme espalhar mais fácil;
_ Aplique o creme de pentear, o gel e o óleo em quantidade suficiente para umedecer o cabelo. Tome cuidado para o cabelo não ficar molhado, pois como você vai precisar dormir não é adequado deixar o cabelo úmido.
-Faça as tranças e em caso do cabelo estar muito úmido pode tirar o excesso com um papel toalha ou uma camiseta velha.
- Deixe secar por mais tempo que puder e quando soltar aperte com os dedos.
Isso me salvou por muitos e muitos meses, até porque no começo da transição eu nem tinha cachos. 
Optei pela texturização, decidi cortar o cabelo aos poucos.
A texturização com tranças
Resultado final da texturização

Tô fazendo o Diário da transição por partes, por isso acho interessante que você possa perceber as mudanças do meu cabelo devagar. 
Eu até hoje me surpreendo! Mas se você quiser matar a curiosidade e ver meu cabelo atualmente confira meu Instagram. 
É isso, lindeza! Menos ideias enroladas e mais serenidade! A busca por seu cabelo natural deve ser seu foco e inspiração! Nada de desanimar no meio do caminho!
Beijocas!

You Might Also Like

5 comentários

  1. Oi, Carolzinha. parabéns pelo blog. Super legal.Hoje tb aderir aos cachos e não me arrependo, foi a melhor escolha que fiz. Sinto-me livre, completamente. rsrsrsrssr beijão

    ResponderExcluir
  2. Muito bom!
    bjs flor
    http://www.pinkbelezura.com/

    ResponderExcluir
  3. Adorei! Meu cabelo não é cacheado, é ondulado, mas tinha um vício de pintar, pintei de várias cores e cheguei no maldito loiro, que só ficava bonito escovado. Resultado: tava na cintura, tive q cortar até o queixo! Agora tô em transição (no início, pq depois de cortar, não resisti e continuei tacando coisa na raiz), há dois meses e tô quase endoidando pra ele crescer (pq tá aquele loiro Joelma e com preto na raiz, imagina).
    Que bom que achei seu blog! É muito lindo! Fique com Deus!

    ResponderExcluir
  4. Amei seu blog!!
    Amei as dicas!
    Apesar de eu ter cabelo cacheado, não entendo nada desta parte de transição.
    Por isso foi de grande valia para mim!
    Eu usei química (relaxamento) por 20 anos e estou há 8 meses sem usar e pretendo me manter assim: Sem químicas e assumir o natural.
    Realmente é mto difícil e quero me manter fiel ao meu propósito!
    Agora já sei onde vir todos os dias para olhar uma dica!
    Mto obrigada pela paciência em nos escrever e contar cada detalhe.

    Beijão!

    ResponderExcluir


Deixe seu comentário, Lindeza!

Pinterest

Advertise

Os melhores links FEMININOS Related Posts Plugin for WordPress, Blogger... GeraLinks - Agregador de links Colmeia: O melhor dos blogs